domingo, 24 de novembro de 2013

Terceiro Trimestre de Gestação

Olá pessoal,
faz um tempo que ando em falta com o blog. Já entrei no último trimestre de gestação, então vou aproveitar para postar assuntos relacionados a esse período.

Para começar vou dar uma resumida nos principais acontecimentos desse período, depois, vamos aos poucos colocando exercícios em forma de fotos explicativas e vídeos para vocês acompanharem.

 
barrigão de 7 meses

Terceiro trimestre

 
No último trimestre de gestação o bebê está crescendo como um todo e há a finalização do desenvolvimento de alguns órgãos. Veja algumas mudanças muito comuns:
            - A compressão da bexiga pelo útero pode fazer com que a grávida tenha que urinar mais vezes ao dia e durante a noite.
            - O aumento de peso é maior nessa fase e a grávida deve tomar cuidado para não engordar demais. O aumento de peso deve ser proporcional ao peso da mulher antes de engravidar, ou seja, as mulheres que estavam acima do peso devem engordar menos que aquelas que estavam abaixo ou nos índices normais. Aquela história de que a grávida deve comer por dois é ultrapassada. Controlar o ganho de peso é muito importante tanto para a mãe como para o bebê!!! 
            - O inchaço nas pernas, mãos e rosto é muito comum. Algumas grávidas chegam a apresentar a síndrome do túnel do carpo, que é uma alteração na sensibilidade das mãos causada pelo edema, que comprime os nervos da região do punho. O exercício leve bem orientado, o uso de meias elásticas, a drenagem linfática e uma dieta com pouco sal  são as melhores indicações para aliviar esses incômodos.
            - A posição deitada de barriga para cima deve ser evitada por períodos prolongados porque nela o útero comprime a veia cava e dificulta que o sangue retorne do corpo para o coração, o que pode causar tonturas, calafrios e até desmaio. Caso a grávida sinta-se mal nessa posição, o ideal é deitar imediatamente virada para o lado esquerdo até melhorar, já que essa posição vai facilitar a circulação.
           - No final da gestação a grávida apresenta dificuldade para dormir que pode ser acompanhada  de falta de ar. Isso pode ser aliviado com o uso de travesseiros para elevar o tronco ao deitar-se, conforme a figura abaixo:
travesseiros atrás do tronco e embaixo das pernas para elevá-las
 
Outra boa posição para dormir é de lado. Para ficar mais confortável a grávida pode também usar travesseiros e almofadas para melhorar o conforto. Veja algumas opções abaixo:
 
De lado com apoio na cervical e na barriga

De lado com apoio cervical, barriga e entre as pernas
 
 
                     - os desconfortos com a digestão podem voltar nessa fase, com mais tendência à azia. Procure comer em menor quantidade, mais vezes ao dia, alimentos saudáveis, ricos em nutrientes e com pouca gordura, açúcar e sal.
 
Por enquanto é só, mas aguardem novidades nos próximos dias. Qualquer dúvida em especial me mandem por email que eu coloco aqui no Blog!!!
 
abraços
 
          


 

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Trabalhando a abertura


Você já pensou na posição que terá que ficar para ganhar seu bebê se for tê-lo de parto normal?
É isso mesmo, aquela posiçãozinha desagradável, de abertura rsrsrsr

Agora pense:  se você é uma mulher sedentária, que nunca pensou em trabalhar seu corpo para se preparar para o parto? com certeza todo o processo será muito mais difícil e muito mais cansativo.

Muitos podem dizer: mas o parto é algo tão natural, sempre fez parte da história da Humanidade, afinal o Mundo está tão cheio de gente, ou seja, os bebês nascem e pronto......Isso não deixa de ser verdade, mas devemos lembrar que o mundo está cada vez mais automatizado, mais tecnológico e, consequentemente, mais sedentário. Não podemos comparar nossa realidade com a de nossas avós......Quantas não são as mulheres modernas que passam quase que o dia todo sentadas, seja no escritório ou no carro? Talvez por isso estejamos vendo a banalização das cesáreas.

As mulheres não estão mais querendo encarar a dor e o processo do trabalho de parto. as causas são muitas, não vou ficar falando aqui, mas uma delas pode ser a falta de conhecimento e preparo do próprio corpo. Se você não conhece seu corpo como vai controlá-lo num período de estresse, que é o trabalho de parto?

Por isso estou colocando esses vídeos aos poucos aqui no Blog...é uma forma de passar um pouco de conhecimento.

Hoje vou postar um bem fácil, que além de relaxar e favorecer o retorno venoso pela posição, ainda trabalha a abertura das pernas, que vai ser bastante necessária para o nascimento.
Espero que gostem!!!!

video

Deitada, apoie seus pés numa bola de pilates. Inspire e traga suas pernas em direção ao peito abrindo seus joelhos para fora, para facilitar a abertura das coxas. Na expiração retorne as pernas esticando-as e levando a bola para frente. Faça também um movimento de flexão/extensão dos tornozelos, ajudando no "bombeamento" do sangue. no final do dia isso pode ser uma boa estratégia para reduzir o edema e o cansaço das pernas.


Agora, se você não tem bola, veja este vídeo:

video

Deitada, traga suas pernas em direção ao peito afastando os joelho e tentando pegar os pés. Você vai ficar em posição de borboleta. Permaneça aí um pouco, respirando e percebendo qual musculatura está trabalhando. Depois, se quiser incrementar leve uma das pernas para o lado, esticando o joelho, segurando-a pela parte interna da coxa. Fique algumas respirações, retorne e repita para o outro lado.
Se você estiver com lombalgia pode ser que esse exercício seja desconfortável.

LEMBRETE: nas posturas que chamamos de decúbito dorsal, ou seja, deitada de barriga para cima, principalmente no último trimestre de gravidez, as mulheres podem sentir tontura, vertigem, sudorese.....isso porque pode estar havendo compressão da veia cava pelo útero. se vc sentir qualquer desconforto desse tipo para imediatamente e deite para o lado esquerdo do corpo, para facilitar a circulação.

bom trabalho!!!

sábado, 28 de setembro de 2013

Mais exercícios para o segundo trimestre de gestação


Olá pessoal,
hoje vou postar dois vídeos de exercícios  para as gestantes (e também quem não está grávida).

O primeiro é o exercício do gato, muito usado na yoga. Eu, particularmente, faço com muita frequência, principalmente quando estou com algum incômodo nas costas, porque alivia muito. Aproveito e faço contração de assoalho pélvico associada.

Vejam abaixo:

video

Como fazer: em quarto apoios matenha sua coluna alinhada, sem hiperextensão dos cotovelos.
Inspire e ao mesmo tempo olhe para frente, alongando e arqueando sua coluna, como se quisesse arrebitar o bumbum. Depois enquanto solta o ar faça o movimento inverso com a coluna, contraindo o assoalho pélvico, levando o queixo ao peito, olhando para seu umbigo.
Se for difícil pare por aí, agora se quiser incrementar e trabalhar sua postura: estenda uma perna sem tombar o corpo, mantendo-o alinhado. Para isso seus glúteos, pernas e tronco devem estar bem contraídos. Na sequência estenda o braço contra-lateral, olhando para frente, tentando manter a estabilidade.  se ainda for fácil tente levar o braço que está à frente em direção à perna que estava estendida e faça um "arco".......
Repita para o outro lado



Agora vamos trabalhar a postura?

video

Sentada sobre os ísquios, com a coluna ereta e pernas estendidas, inspire crescendo a coluna, sem elevar os ombros. Quando expirar abrace um joelho. Depois com a mão contrária segurando o joelho dobrado, estique a outra mão atrás do tronco para servir de alavanca e olhe para trás, fazendo uma leve rotação de tronco. Inspire sempre crescendo a coluna, como se você estivesse aumentando de tamanho. Faça umas 5 respirações nessa posição. Se estiver fácil, pegue o pé do joelho dobrado com a mão contrária e estenda a perna, mantendo a postura ereta e o abdome ativo.
Repita para o outro lado.

Bom trabalho

Abs

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

E o bumbum na gravidez?

Olá pessoal,
eu novamente em falta aqui no Blog.......
Para compensar vou escrever sobre algo que toda mulher se preocupa, o Bumbum!!!
E na gravidez, como fazemos menos exercícios e ganhamos um pouco de peso ele acaba sofrendo, não ficando tão em cima como gostaríamos.  http://blogpilates.com.br/beneficios-do-pilates-para-gestantes/
Felizmente essas mudanças são por uma ótima causa e são passageiras. A grávida deve ter o foco na saúde e no bem-estar dela e do bebê que está se formando no seu ventre. A estética é importante, mas não deve ser o principal.



Para ajudar a manter o bumbum na linha separei 2 exercícios fáceis e seguros para fazer na gestação.

O primeiro é para a parte lateral, a região dos culotes. Na verdade no vídeo abaixo mostro algumas maneiras de trabalhar essa região na posição deitada de lado. Você pode fazer todos eles, ou escolher o que melhor se adapta. Pode fazer com ou sem caneleira, mais uma vez, lembrando do seu condicionamento, do que seu corpo pode. Faça de 10 a 30 repetições de cada movimento para cada lado. Se for fazer somente um deles faça em 2-3 séries, por exemplo.

video

Agora o segundo exercício é uma dica.....na verdade não tem vídeo nem explicação, pois esse exercício é muito simples: subir escadas!!! Troque os elevadores e escadas rolantes pelas escadas. Lógico que se você mora num andar muito alto isso não é recomendável, mas faça pelo menos a subida de alguns lances. Suba lentamente, prestando atenção na postura e no trabalho muscular dos seus membros inferiores.
Deixe o elevador de lado, economize energia elétrica e ainda exercite seu coração, suas pernas e seu bumbum!!!!
Que tal???

LEMBREM-SE SEMPRE QUE ESTAS DICAS SÃO PARA AQUELAS GESTANTES SEM CONTRA-INDICAÇÃO....SÓ FAÇA EXERCÍCIOS SE SEU OBSTETRA LIBEROU......
BOA SORTE E ATÉ MAIS COM OUTRAS DICAS!!!

domingo, 1 de setembro de 2013

Viagem e gestação: como evitar pernas inchadas e doloridas

Olá pessoal,
essa semana fiquei fora do ar. Estava em um Congresso, apresentando trabalhos e buscando novidades. Agora volto aqui para o blog para divulgar meus exercícios da gestação novamente.

Estou entrando na vigésima semana, me sentindo muito bem!!! Nesses dias do congresso não fiz exercícios específicos, mas caminhei muito, muito mesmo. Senti nas próprias pernas a tendência ao edema. Procurei fazer pausas entre as caminhadas, sentando sempre que possível e me hidratando bastante. Quando chegava ao hotel deitava e deixava as pernas elevadas, fazendo movimentos circulares e de flexão e extensão de tornozelo para auxiliar o retorno venoso.


Durante o vôo (9 horas)  usei meias de média compressão, o que evitou que as pernas inchassem muito. Além disso tomei bastante água,  levantava a cada 2 horas para andar pelo corredor e exercitar as pernas.

Isso deve ser feito por todas as grávidas que viajam de avião, ou mesmo que pegam estrada por muitas horas. Não fiquem muito tempo na mesma posição, com as pernas para baixo, sem movimento. Quem trabalha muito tempo em pé ou sentada em frente ao computador deve seguir a mesma regra. As meias ajudam bastante.

Vejam as dicas de como usar as meias abaixo:
O ideal é que se coloquem as meias pela manhã, antes de se levantar, ficando com elas durante o dia, principalmente se for caminhar ou ficar em pé ou sentada na mesma posição por muito tempo. Para aquelas que não toleram usá-la pelo incômodo, há versões mais curtas que podem substituir e são menos desconfortáveis (eu usei a 3/4 na viagem).
Veja algumas figuras abaixo de modelos vendidos comercialmente em lojas especializadas em produtos para ortopedia e fisioterapia.
Antes de colocar as meias faça o exercício que aparece no vídeo abaixo. Esse exercício também pode ser feito quando você chega do trabalho ou das compras e sente que as pernas estão pesadas, inchadas. É importante mantê-las elevadas, acima do nível do peito para o efeito do retorno venoso ser melhor. Se você não tiver uma bola, pode colocar dois travesseiros embaixo das pernas, de comprido, do joelho até os pés.
video

Boa sorte e essa semana tem mais novidades!!!

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Exercício completo

Esse exercício de hoje é muito completo. Trabalha postura, pernas, glúteos e braços. Pode trabalhar também o controle respiratório, quando associamos a respiração aos movimentos. Ainda dá para exercitar assoalho pélvico se você  souber contraí-lo corretamente. Ele faz parte de uma sequencia de Yoga Tibetana.



Veja o vídeo e depois leia as explicações abaixo:

video

Sentada com a coluna ereta, apoiada nos ísquios, mantenha as pernas levemente afastadas e estendidas. Se não conseguir estender pode manter os joelhos levemente fletidos. Inspire enquanto leva suas mãos em direção aos pés, fazendo um balanço leve. Depois volte seu corpo para trás, posicione os braços atrás dos glúteos com as mãos voltadas para os pés, dobre os joelhos e expire enquanto eleva os glúteos. No alto, mantenha coxas firmes e contraia o assoalho pélvico, fechando e elevando o ânus. Desça  suavemente e recomece o movimento.

Esse exercício é mais intenso e só deve ser feito por quem já tem alguma habilidade ou se exercitava antes da gestação. Eu adoro fazer. O número de repetições depende do seu nível, mas pode variar de 5 - 10 repetições feitas de forma e consciente.

Boa sorte!!!!

Trabalhando os braços

Na gestação devemos continuar exercitando o corpo como um todo. Já passei alguns exercícios para coluna, pelve e pernas, mas não podemos esquecer dos braços, para que eles estejam em forma quando o bebê nascer (vamos precisar usá-lo bastante) e também para mantermos eles bonitos durante a gestação.

Aqui vão 3 exercícios super básicos, mas que podem ser feitos com facilidade e trazem bons efeitos. O peso que você vai utilizar depende de seu condicionamento prévio. Para quem nunca fez exercício e foi liberada pelo obstetra para fazer, comece com peso leve, 1 kg, por exemplo, depois pode aumentar gradativamente. Quem já fazia mais carga pode manter, a não ser que fosse muito alta. Na gestação devemos evitar sobrecarga em excesso, bom-senso nunca é demais, não é? Eu uso 2 - 3 kg. Veja alguns comentários abaixo dos vídeos:

video

Esse acima é para o bíceps. Se você preferir pode fazer na bola ou sentada em uma cadeira, prestando atenção na postura. Faça de 2 a 3 séries de 10 a 30 repetições, dependendo do seu nível de condicionamento. Vejam que eu faço dois mobimentos diferentes, um bem de frente e outro mais para lateral, é para pegar diferentes segmentos musculares. Gosto de variar, fazendo em cada série de uma maneira.

video

Esse é para o peitoral. Faça o mesmo número de séries e repetições do anterior. Vejam que eu coloquei um encosto para facilitar o posicionamento, porque se fico muito tempo deitada sem o apoio tenho dor na lombar. Esse encosto é uma almofada de posicionamento, mas pode ser também um travesseiro anti-refluxo. Vejam que também pego o peso de 2 maneiras diferentes, variando como no anterior.

video

Esse último é para o tríceps. Mantenha o posicionamento, séries e repetições do exercício anterior. Na hora de estender o cotovelo, cuidado para não fazer uma hiperextensão.

Boa sorte!!!

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Exercício para as costas

Esse exercício de hoje é para trabalhar a inclinação lateral de tronco. É um movimento que deve ser feito para mobilizar a coluna e com a bola fica mais fácil e gostoso!!!

Vejam no vídeo abaixo como fazer:

video

Quando inclinar para o lado, cuidado para não tensionar os ombros e também para não tirar o bumbum do solo.

Faça esse exercício para complementar os outros de mobilização pélvica na bola....
Bom trabalho :-)

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Trabalhando pernas e abertura desde cedo na gestação

Hoje vou passar um exercício ótimo para as pernas e que de quebra ainda trabalha a abertura, ótimo para as gestantes que querem estar preparadas para o parto.

Pelve vista por baixo


Veja o vídeo e faça você também:

video

Você pode trabalhar o assoalho pélvico junto: antes de flexionar os joelhos contraia o ânus, fechando-o e elevando-o, como se quisesse evitar um escape de gases. Mantenha essa contração durante todo o agachamento e também no retorno. Só relaxe novamente quando as pernas já estiverem esticadas.

Durante o agachamento mantenha também os joelhos olhando para os pés, que estão voltados para fora. Cuidado para não forçar os joelhos. Mantenha a coluna ereta. Você deve descer lentamente, soltando o ar. Inspire ao retornar.

Bom trabalho!!!

Mais dois exercícios de mobilização pélvica na bola para as grávidas!!!

Olá pessoal,
para complementar o exercício de ontem, seguem mais dois, também na bola. Se você juntar os 3 faz a série completa. Eu gosto de fazer pelo menos uns 15 movimentos de cada, respirando junto, soltando bem a pelve. Estou fazendo desde o início da gestação. No vídeo estou de 16 semanas. Esses exercícios podem ser feitos no trabalho de parto para quem vai tentar o parto normal, ajudam a aliviar as dores das contrações, então quanto antes aprender a fazer, melhor!!!!

Conforme algumas pessoas me questionaram: Não, esses exercícios não são só para gestantes. Qualquer um pode fazer, adultos, idosos, mulheres, homens e gestantes em todos os trimestres (que não tenham contra-indicação para exercitarem-se)......é importante estar bem posicionado, com pernas afastadas e pés bem apoiados no solo. Idosos ou pessoas com dificuldades no equilíbrio precisarão de apoio e deverão tomar cuidado redobrado.

Bom ,
vejam os próximos exercícios, o primeiro de mobilização lateral e o último de circundução, que é uma combinação dos 2 movimentos já mostrados:

video


video

E aí, vamos começar?
abs  e até o próximo post!!!

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Mais um exercício para gestante fazer na bola

Hoje vou postar um filminho de mobilização pélvica na bola. Esse exercício é muito bom. A gestante deve fazer durante toda a gravidez, pois trabalha a mobilização da pelve, previne e alivia dores lombares, e para aquelas que conhecem, dá para associar a contração do assoalho pélvico.

Eu faço sempre, mesmo assistindo TV. Deixo a bola em lugar fácil, para poder pegá-la sempre e exercitar assim essa região.

Vejam abaixo no vídeo como o exercício deve ser feito. Depois abaixo coloco uma breve descrição:

video

Os movimentos que eu faço nesse vídeo são chamados de anteversão e retroversão da pelve. No primeiro o  bumbum deve ir para trás, levando junto o osso púbico. Na retroversão ocorre o inverso, é como se "encaixassemos" o bumbum, levando o osso púbico para frente. Percebam que somente minha pelve se move, que a coluna fica estável. Isso é o difícil de fazer.  Veja nas figuras anatômicas abaixo o que acontesse:

anteversão

retroversão

Até a próxima!!!!

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Dor lombar no primeiro trimestre de gestação? Posso ter? O que fazer?

Olá pessoal,
hoje vou falar de um problema muito comum na gestação, a dor lombar. Cerca de 50% das gestantes vão experimentar essa dor chata. Ela tende a se agravar no final da gestação, em resposta às alterações musculoesqueléticas sofridas pelo corpo da grávida, mas algumas mulheres já começam a sentir desde o primeiro trimestre.

Conforme falei no post anterior a relaxina é um hormônio que deixa as articulações mais molinhas, flexíveis, para o corpo "abrir caminho" para o bebê crescer. A região lombar e também a sacro-ilíaca ( articulação entre a parte mais inferior da coluna e a pelve ou bacia) sofrem bastante pois logo cedo essa região já começa a se ajeitar.


Para aliviar essas dores fazer movimentos específicos pode ajudar bastante. Ficar muito tempo parada na mesma posição, seja ela sentada, em pé ou deitada provavelmente fará com que a dor piore. Procure se movimentar a cada 2 horas pelo menos. Se você trabalha sentada, levante a cada 2 horas para tomar água, fazer xixi e aproveite para fazer algum movimento específico. A caminhada também ajuda.

Nos próximos dias vou colocando vídeos com alguns movimentos para aliviar suas costas.
Hoje vai um bem simples, que dá para fazer em pé. Faça em casa, no banheiro do escritório, enfim, onde você tiver um espacinho:

video


Procure respirar junto com os movimentos. Inspire quando estende a coluna e olha para frente e expire quando faz o movimento inverso, formando um C com a região lombar, levando o queixo ao peito. Faça lentamente, mobilizando a coluna.

Lembre de só fazer exercícios com liberação médica e se não houver nenhuma contra-indicação!!!!

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Postura de yoga para fazer na gestação

Olá pessoal,
conforme prometido vou começar a publicar alguns exercícios para fazer no primeiro trimestre da gestação (se o obstetra tiver liberado e não houverem contra-indicações !!!). Eu estou no início do segundo trimestre, e esses exercícios são para essa fase também.



Fiz alguns vídeos e vou postando aos poucos, todos de exercícios.

Quando assisti os vídeos pude notar aquelas mudanças corporais típicas: meu quadril que já é largo está mais largo ainda (aff....). Essa foi a mudança mais notável e que me incomoda mais, pq a barriguinha ainda não é tão evidente e dá a impressão que estou exagerando no choppinho rsrsrs. Outra mudança é o aumento das mamas..... incrível como ficam maiores, as mamas e as aréolas e essa é a alteração que acontece primeiro, mesmo no comecinho da gestação...... naqueles dias quando ainda não descobrimos a gravidez muitas vezes elas já sinalizam que algo está diferente com o corpo. Mas acho importante ressaltar que as mudanças podem incomodar, mas não devemos nos preocupar tanto com isso, já que a saúde tanto nossa como do bebê devem ser nosso foco. O corpo vai mudar, vamos engordar, mas vai valer a pena....e se não for exageradamente, tudo volta ao seu devido lugar daqui a alguns meses, não é mesmo?????

Para que o corpo "alargue" abrindo espaço para o crescimento do bebê liberamos um hormônio chamado relaxina, que como o próprio nome diz deixa as articulações mais flexíveis, prontas para sofrerem as modificações que o corpo precisará. Corpo mais flexível também é mais instável e suscetível a lesões, por isso na gravidez é preciso cautela na hora de fazer exercícios. Fazer lentamente, prestando atenção na postura é fundamental.

A pedidos, nesse primeiro post de exercícios vou colocar um vídeo de um exercício de Yoga que eu adoro fazer. É o exercício do guerreiro: trabalha concentração, equilíbrio, postura, pernas e tronco e segundo a filosofia yoguini é uma postura de coragem e atitude. É muito completa. No vídeo abaixo fiz uma sequência incompleta, mais simples, mais segura para as gestantes....mas o video foi feito de forma rápida. Vocês podem ficar mais tempo em cada etapa da sequência. Eu costumo permanecer umas 5 respirações lentas e completas em cada fase, prestando bastante atenção aos músculos que estão sendo trabalhados, reforçando o controle postural, a respiração e a estabilidade do corpo. Vejam abaixo:






video


Um abraço e até amanhã com mais novidades.........

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Que exercício faço no primeiro trimestre da gestação?






No primeiro trimestre devemos ter cautela, pois como já falei anteriormente é o mais instável, com mais riscos de aborto.
No meu caso não havia contra-indicações, mas os enjôos me deixavam muito indisposta. Como o período da manhã era o que eu me sentia melhor, aproveitava para fazer alguns exercícios. Confesso que fiz bem poucos e que tive bastante cautela. Mas como gosto de me exercitar, quando fazia, sentia que eles me deixavam mais bem disposta.


É importante salientar que quem  nunca se exercitou, ou seja, quem é sedentário não deve resolver mudar de estilo de vida justo quando engravida......o ideal é ser ativa antes da gravidez. Se for começar, prefira o segundo trimestre e procure alguém especializado.

Meus exercícios preferidos eram:

AERÓBICOS: bicicleta ergométrica com carga leve, por 30 minutos, em  ambiente ventilado. Ou também, caminhadas ao ar livre em ritmo leve por 40 minutos em média, com filtro solar e roupa fresquinha.


MUSCULAR: Treino bem leve para braços e pernas (halteres e caneleiras de 2kg), com 2 a 3 séries se 15 - 20 repetições dependendo do exercício.


YOGA: exercícios respiratórios e algumas posturas com pouca exigência corporal.

Vou postar essa semana exemplos desses exercícios, com fotos ou vídeos....

Não percam!!!!

abs

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

O primeiro trimestre!!! Enjoada de enjoar.......

E aqui vamos nós para a primeira postagem do diário da gravidez. Como é o primeiro, vamos falar do início da gestação, do primeiro trimestre.
Esse é um período mais instável, quando a mulher vivencia a alegria (ou susto) de receber a notícia que um bebezinho vai crescer dentro dela, e que  muitas dúvidas aparecem.

A primeira pergunta é: e agora, o que vou fazer? a primeira iniciativa é ligar para seu obstetra de confiança ou pedir indicações para pessoas conhecidas, que tenham tido filho recentemente e que gostaram do atendimento recebido. Foi o que eu fiz!!! Apesar de já ter um filho e de trabalhar na área, eu fiquei ansiosa e cheia de dúvidas, como qualquer futura mamãe.

Na primeira consulta o obstetra vai te dar inúmeras informações, vai te acalmar e pedir muitos exames, entre eles o primeiro ultrassom!!!! Nesse US você vai conseguir ouvir o coração do seu bebê....... apesar de saber que tem uma vida lá dentro, você não sente quase nenhuma diferença, pois seu corpo não sofreu mudanças ainda, é como se não estivesse grávida....mas quando ouvir o coração, aí com certeza você vai se emocionar, não tem como ser diferente!!!!

Nesse período vale não abusar nos exercícios. tente manter uma rotina mais tranquila, ativa sim, mas sem exageros. Nesses exames iniciais é que seu obstetra te dará essas informações. è no primeiro trimestre que acontecem muitos abortos, então não custa nada manerar, não é?

Eu já estou no final desse período e vou compartilhar aqui um sintoma bem comum e que me incomodou muito.....os enjôos e vômitos. Não é nada fácil, eu admito. Na primeira gestação não sofri absolutamente com nada e até achava que algumas gestantes exageravam ao reclamar desse sintoma, mas paguei minha lingua. Da quarta à décima quarta semana eu não podia sentir cheiro algum, temperos, comida sendo preparada, desodorantes, perfumes e produtos de limpeza incomodavam insuportavelmente.


A alimentação foi muito difícil, pois a náusea tira toda a vontade de comer....nem água, que eu sou muito acostumada a tomar bastante eu não conseguia. O que me ajudava eram algumas coisas, mesmo assim, confesso que só um pouco:
  • comer a cada hora, ou no máximo a cada 2 horas, em pouca quantidade e de preferência frutas cítricas
  • mascar um chiclete americano de gengibre, próprio para náuseas (www.sea-band.com/gingergum): 
  • me falaram da pulseira anti-enjôo, mas para mim nãoi funcionou
  • tomava Dramim, que é usado há muito tempo, sem efeitos para o bebê. Para mim, ainda bem, não dava sono e me ajudava a poder trabalhar
  • e quando o negócio apertava, o maior alívio era vomitar mesmo, por incrível que pareça
  

Mas agora, com quase 16 semanas, tudo está ótimo!!! os enjôos passaram e vou começar a curtir de verdade a gestação. Mamães enjoadas, eu sei que vocês devem estar pensando que esse mal estar não vai passar nunca...eu também pensei muito isso....mas passa!!!!! E eu sempre acho que tudo tem um porque nessa nossa natureza perfeita.....com os enjôos acabamos evitando as porcarias, as gorduras, os alimentos pesados, será que não pode ser bom?????

até o próximo post.........

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Dicas para grávidas - o diário de bordo de uma viagem de 9 meses



Faz muito tempo que não mexo no blog....infelizmente a rotina não anda me deixando muito tempo para escrever. Mas eu gosto muito dessa história de compartilhar informações, ideias e pensamentos com quem tem interesse. E de maneira informal, com linguagem simples, direta para alcançar o entendimento dos leitores. Daí pensei, preciso retomar, e fazer algo interessante. Tem tantos blogueiros por aí de assuntos tão variados......

Queria fazer algo que tivesse relação com meu trabalho, com minha vivência profissional e que me desse prazer em escrever e compartilhar. Pensei nas grávidas, um dos trabalhos mais prazerosos do meu dia-a-dia.



Para dar um empurrãozinho nesse ideia, estou grávida !!!!! por isso me veio a ideia de fazer um diário da gravidez, com dicas frequentes (quase diárias se eu conseguir rsrsr) que possam ajudar as gestantes. Sei que já existem vaaaarios na internet, mas quero dar um enfoque mais corporal, com minha vivência como Fisioterapeuta e Educadora Física. Vou colocar minhas experiências e dicas de informações que eu considerar importantes nesse período e assim promover uma troca de informações e conhecimento.......
Espero que gostem, mandem sugestões, compartilhem e espero também que divulguem para os conhecidos :-), afinal, quanto mais a informação circular, melhor para todo mundo....todos crescem e trocam conhecimento!!!!

Amanhã postarei um relato sobre os famosos enjôos do primeiro trimestre!!! Difícil de superar, com algumas dicas que podem ajudar as futuras mamães que estão nessa maré nauseante :-)

Espero que curtam bastante!!!

Um grande abraço


sábado, 27 de abril de 2013

Imagem corporal afeta a sexualidade




Quando se fala de sexualidade existe muito tabu. Será que problemas de sexualidade são relacionados somente a fatores físicos, orgânicos, hormonais? Será que a idade pode influenciar? Há muitos estudos a respeito desse tema, e muitas respostas. Quando temos muitas respostas, com certeza não há uma conclusão clara. Como a sexualidade é um tema que envolve múltiplos aspectos, inclusive sociais e emocionais, o assunto será sempre complexo. O interessante é que o tema vem sendo cada vez mais estudado. Li um artigo que me interessou e que resolvi compartilhar. ele fala da interferência da imagem corporal na satisfação sexual. Vejam que interessante:


Objetivo do estudo

Avaliar as múltiplas variáveis relacionadas à ​​imagem corporal, para melhor entender quais os aspectos da imagem corporal que possam  influenciar os vários domínios de satisfação sexual, incluindo a comunicação sexual, compatibilidade, o contentamento, o interesse pessoal, e preocupação com o relacionamento.

Como foi feito o estudo?

Foram entrevistadas 154 mulheres da comunidade com idade entre 18 e 49 anos sexualmente ativas. Elas responderam a pesquisa pela internet, com questões relacionadas à função sexual, aos 5 domínios de satisfação sexual, e variáveis sobre ​​imagem corporal.

As variáveis de ​​imagem corporal incluíram: a atratividade sexual, preocupação com o peso, uma escala para auto avaliação da condição física, uma  escala para avaliar as distrações cognitivas durante  a Atividade Sexual e o índice de massa corporal. A pontuação total da Escala de Satisfação Sexual para Mulheres foi a principal medida.

salvadordali
Quais os Resultados?

De acordo com as expectativas dos autores, as correlações indicam relações positivas significativas entre o funcionamento sexual, satisfação sexual, e todas as variáveis de ​​imagem corporal. A análise de regressão múltipla revelou como fator preditivo para alta satisfação sexual a elevada auto-estima em relação ao próprio corpo e a baixa freqüência de pensamentos perturbadores baseados em aparência durante a atividade sexual.

Conclusão

Vários aspectos da imagem do corpo, incluindo a preocupação com o peso, condição física, atração sexual, e os pensamentos sobre o corpo durante a atividade sexual influenciam a satisfação sexual em mulheres. Os resultados sugerem que as mulheres que experimentam baixa satisfação sexual podem se beneficiar de tratamentos que tratem estes aspectos específicos da imagem corporal.



Minha Opinião:

Vejam como esse tema da sexualidade é complexo. A maneira como a pessoa se enxerga, a história que ela carrega em relação à sexualidade, a auto-percepção, os fatores físicos e o próprio relacionamento vão influenciar as respostas. É importante que os profissionais da saúde saibam dessas informações, e que sempre questionem seus pacientes se estão com essa parte da vida bem resolvida. Muitos estão em situações insatisfatórias e não falam, não procuram ajuda, porque simplesmente acham que tem que ser assim, o que é um equívoco.
Existem tratamentos, e como vemos, são tratamentos integrados, que contemplam tanto os aspectos físicos e orgânicos como os aspectos emocionais e sociais.

Ter prazer é bom, é saudável e deve ser experimentado por todos, de forma equilibrada e consciente.
 Para quem se interessar em ler o artigo na íntegra é só acessar:
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2874628/

Um abraço!!!


domingo, 31 de março de 2013

A Mulher de Hoje

Hoje é o último dia do mês de março, o último dia do mês da Mulher. Li tantas reportagens e artigos sobre a Mulher esse mês que acabei fazendo um resumo geral na minha cabeça, refletindo muito sobre nossa condição.      

O assunto mais falado é a sobrecarga de funções. A mulher começou a trabalhar, a ganhar independência  e está sobrecarregada, pois além de trabalhar fora e muitas vezes prover o sustento familiar, ainda faz as outras tarefas de sempre: cuidar da casa, dos filhos, do marido, do supermercado, do papagaio, do cachorro etc, etc., etc.


Será que a mulher se estrepou por ter assumido mais responsabilidades? Ouço muita gente falando isso, que a mulher estava numa situação confortável, e que agora, com a independência, ela passou a somente ter mais problemas e preocupações para resolver.

Eu DEFINITIVAMENTE não concordo. A mulher não somente acumulou tarefas......ela acumulou conhecimento, liberdade de escolha, respeito, admiração e realização pessoal. Lógico que com tudo isso vem junto um pacote de responsabilidades e problemas, como toda transformação. As primeiras gerações das mudanças são sempre as que mais sofrem, pois são as desbravadoras, as que encaram o problema de frente, e que, consequentemente tem mais obstáculos no caminho.



Concordo que as mulheres ainda estão em desvantagem, mas acredito que esse panorama tende a melhorar gradativamente, e também acho que mude dependendo da mudança de atitude das próprias mulheres (mais uma vez!!)

Acho que cabe a nós, mulheres, tentar recuperar o equilíbrio nas tarefas, e, sutilmente, mostrar aos nossos Homens que eles também podem participar de atividades antigamente exclusivas do sexo feminino, como a educação dos filhos, a organização da casa, da alimentação etc. Muitos homens atuais, modernos e inteligentes já estão modificando o comportamento, e isso, com certeza só tende a melhorar.

Ao invés de reclamar do marido que não ajuda, tente conversar e inserí-lo na rotina da casa....mesmo que no início seja para poucas coisas, com o tempo tudo muda, e lembre-se, você vai estar dando exemplo para uma nova geração que vem aí, e que cada vez mais será diferente.



Nunca a independência da Mulher poderá ter sido ruim, desvantajosa. Hoje, a mulher independente escolhe com quem viver, como viver. Compartilha a educação com o marido, que não é o seu senhor, mas sim seu Companheiro...isso sim vale a pena, mesmo que com dificuldades.




Deixo aqui meus parabéns e minha admiração a todas as mulheres, que com muito trabalho e dedicação tentam equilibrar tantas tarefas brilhantemente!!!!

E para fechar uma bela letra do Gilberto Gil, mostrando a força do Feminino:


Super-Homem, a Canção

Gilberto Gil

Um dia vivi a ilusão de que ser homem bastaria
Que o mundo masculino tudo me daria
Do que eu quisesse ter
Que nada, minha porção mulher que até então se resguardara
É a porção melhor que trago em mim agora
É o que me faz viver
Quem dera pudesse todo homem compreender, ó mãe, quem dera
Ser o verão no apogeu da primavera
E só por ela ser
Quem sabe o super-homem venha nos restituir a glória
Mudando como um Deus o curso da história
Por causa da mulher
Quem sabe o super-homem venha nos restituir a glória
Mudando como um deus o curso da história
Por causa da mulher


Um abraço,
Juliana